22.3.09

Portifólio: Paixão antiga

Além de gostar muito de design, tenho uma grande paixão por escrever. Uma paixão antiga que nasceu na minha infância e que vou ter com certeza para sempre.
Ganhei alguns concursos, tive até uma das minhas poesias publicadas em um livro. Recebi o prêmio Jovem Colunista do Diário Catarinense em 2005, com 12 anos tive meu slogan da Embraco escolhido como o melhor e estampado em várias camisetas.
Escrevendo expresso o que sinto e também todo o meu conhecimento que já adquiri sobre a minha área. Exemplificando o que falo, trago uma participação minha no jornal ANotícia em dezembro do ano passado respondendo dúvidas de uma leitora.

EIS A RESPOSTA
Gostaria de receber algumas dicas de decoração para quartinho de bebê.Tania Aparecida Deluca Adriano, Jaraguá do Sul

Quase 18 horas. Este é o tempo aproximado que o bebê passa dormindo. Então, é necessária a ambientação de um quarto agradável para esse alguém tão esperado.É interessante lembrar que logo no segundo ano a criança troca o berço pela cama, mudando toda a dinâmica do espaço. Desta forma, os móveis devem ter funções e desenho que facilmente se adaptam ao crescimento dela. Por exemplo, um sofá-cama pode ter o papel da poltrona de amamentação e depois se transformar na cama da criança. Já o fraldário pode virar uma escrivaninha.Ainda nesse ritmo de mobiliário durável, o roupeiro deve ter espaço para acomodar todo o enxoval típico dessa idade, além de ter linhas retas e uma cor neutra como o branco, tornando-se um elemento versátil na decoração do ambiente.Quanto à decoração, vale a mesma dica: utilizar enfeites que possam ser retirados e que façam diferença na composição. Um bom exemplo são os adesivos, elementos de fácil instalação, que não acumulam pó e que dão um toque especial ao projeto. Sabe aquele carrinho da sua infância que você ainda guarda? E aquela boneca que você ganhou da sua avó? Então, misturar o passado e o presente é uma brincadeira divertida, além de estar em alta nas últimas tendências.Mas um fator muito importante não pode ser esquecido: a segurança. Tapetes de borracha antialérgicos, cortinas removíveis e laváveis, móveis sem quinas são alguns dos cuidados fundamentais para que a criança esteja segura.As cores fortes devem ser usadas em pequenos detalhes, já as mais suaves podem ser utilizadas em grande quantidade. Porém, sempre equilibrando tudo com bom senso. Já a iluminação poderá ter um efeito diferenciado com um dimmer, podendo controlar a intensidade de luz e proporcionando um ambiente aconchegante para o bebê.

Luiza Boaventura Mendonça, designer de interiores, Joinville


E para quem quiser conferir no site da ANotícia está aí o link:
http://www.clicrbs.com.br/anoticia/jsp/default2.jsp?uf=2&local=18&source=a2336038.xml&template=4187.dwt&edition=11318&section=1252

Abraços,
Luiza Boaventura

3 comentários:

Marcos disse...

ahaaaaa... Esse mesmo que comentei com vc hoje hehehe
bjao

Designer Luiza disse...

uhum^^....eu estava uma época procurando....ainda bem que vc comentou...

samantha disse...

bahh luiza, uau, isso é admirável em ti. além da tua grande habilidade em fazer desenhos fofos hauea tu tem com certeza um GRANDE futuro pela frente começando desde agora. beeijo :D

Postar um comentário

O que você achou do post? Algo a acrescentar?
Sua opinião é muito importante para o crescimento do blog:)