1.9.10

Falando de design: Ecobag

Hoje vou falar novamente de ecodesign! E o alvo são as sacolas plásticas...

Situações preocupantes!

De alguns anos para cá, as sacolas plásticas passaram de símbolos de praticidade a vilãs do meio ambiente. E não é para menos, pois:
  • 70% da poluição marinha é causada pelos sacos plásticos. Muitos animais confundem esses dejetos com alimentos;
  • Não são biodegradáveis, levam de 100 a 400 anos para se decompor;
  • E muitos outros problemas.

Fonte: ecobag-ecobox

Mesmo com essas situações negativas a produção de sacolas plásticas continua.


"Em todo o mundo são produzidos 500 bilhões de unidades a cada ano, o equivalente a 1,4 bilhão por dia ou a 1 milhão por minuto. No Brasil, 1 bilhão de sacolas são distribuídas nos supermercados mensalmente - o que dá 66 sacolas por brasileiro ao mês."(site Planeta Sustentável)

É muito lixo gente!!!

Trocando seis por meia dúzia
Aqui no Brasil estão tentando substituir o plástico comum pelo chamado oxibiodegradável. O prazo de degradação desse material é de até 100 vezes menor, ou seja, uma sacola leva apenas três anos para desaparecer. O plástico oxibiodegradável se esfarela em pequenas partículas até desaparecer a olho nu, mas ainda estão presentes na natureza e oferecem riscos de contaminação por causa dos catalisadores empregados nesse material, derivados de metais como níquel e manganês.
#UPDATE: para saber mais sobre o plástico oxibiodegrável dê uma olhadinha nos comentários desse post!


As ecobags: amigas(?) do meio ambiente

Diante disso, foram pensadas em soluções que causassem menor impacto ao meio ambiente e surgiu as já famosas sacolinhas de pano, as ecobags!

Existem várias no mercado, de modelos diferenciados, com estampas bem-humoradas...

Ecobag 'Passaros e Sonhos' da Camiseteria
Essa não é de pano e sim de banners usados!Saiba mais aqui...
Ecobag Ovelhinhas da Tira Colo

Quero saber a sua opinião!
O que você pensa das sacolinhas plásticas? E das ecobags? Elas são ergonômicas? Será que realmente são as melhores opções?

Abraços,
Luiza Boaventura

7 comentários:

Ana Karina disse...

Eu adoro ecobags! :)
Uso (sempre q lembro), mas confesso que não deixei de usar totalmente as de plástico. Mas estou fazendo o possível. Acho q temos que nos conscientizar de q se a gente não ajudar, o aquecimento será mais do q inevitável.

Bjs.

iKali disse...

eu gosto das ecobags, mas a minha pergunta que fica é meio inocente, o lixo que usamos em casa jogamos aonde? dentro de sacolas plasticas ou comofas?

Bsos
Ingrid Kali

Luiza Boaventura disse...

Oi Ingrid!
Essa é uma questão difícil...
Não sei te responder. Talvez se criassem algum plástico biodegradável que não causasse impacto no meio ambiente...
Precisamos de alternativas coerentes e aplicáveis!

Alguém tem aí tem uma sugestão?

RES Brasil disse...

Peço sua autorização para inserir as informações abaixo que podem ser de alguma valia. Obrigado. Eduardo Van Roost – RES Brasil – www.resbrasil.com.br

Plásticos d2w - RES Brasil não contém Níquel. E para a informação da sociedade, Manganes é o terceiro elemento mais encontrado no solo do planeta. É um oligoelemento. Ou seja, é absolutamente necessário para a vida.

Plásticos oxi-biodegradáveis são normalmente testados segundo a ASTM D6954-04 - Guia Padrão de Exposição e Testes de Plásticos - que degradam no meio ambiente por combinação de Oxidação e Biodegradação.
Os testes de acordo com a ASTM D6954-04 informam à indústria e aos consumidores o que eles precisam saber - se o plástico é (a) degradável (b) biodegradável e (c) não eco-tóxico.
Por: Gerald Scott, Professor Emeritus of Polymer Science at Aston University, UK; chairman of the BSI Committee on Biodegradability of Plastics; and chairman of the Scientific Advisory Board of the Oxo-biodegradable Plastics Association
Fonte: http://www.packagingtoday.co.uk:80/story.asp?sectioncode=42&storycode=60706&c=3
Outras informações sobre o assunto:
http://www.rapra.net/consultancy/biodegradable-plastic.asp
Aditivos oxibiodegradáveis estão em conformidade com as resoluções da ANVISA ( parecer da ANVISA em nosso poder ) e também da norte americana FDA e União Europeía e podem ser utilizados nas embalagens plásticas para contato com alimentos, medicamentos e cosméticos.
Plásticos oxibiodegradáveis são recicláveis e são reciclados todos os dias no Brasil e no mundo. Além deste fato, laudos mostram a total reciclabilidade deste tipo de plástico sem qualquer prejuízo à cadeia de reciclagem de polímeros plásticos.
Enquanto isso, plásticos convencionais que não atendem nenhuma norma que ateste degradação, biodegradação e não eco-toxicidade são permitidos. Só queria entender...

Luiza Boaventura disse...

Obrigada pela informação Eduardo. Muito legal a iniciativa da sua empresa.

Mas para um produto ser realmente sustentável não pode oferecer impacto algum ao meio ambiente durante todo ciclo de vida. A sacola plástica, por exemplo, é fabricada com um derivado do petróleo: o polietileno. Petróleo é um recurso renovável mas em longuíssima escala(milhares de anos)!!!

RES Brasil disse...

Oi Luiza,
Não somos fabricantes de embalagens plásticas. Temos tecnologia e materiais e fornecemos para a indústria produzir as embalagens.
Toda a produção gera impactos, mas se justificam na medida que os benefícios superam os impactos.
Petróleo não é extraído para produzir plásticos. Plástico é um sub produto do refino do Petróleo, que se não for utilizado para produzir plásticos, então será queimado nas refinarias. Será que é sustentável queimar algo que serve para a produção de algo tão útil? E ter que extrair de algum outro lugar, outro material para produzir embalagem?
A resposta sempre deve ser procurada nas análises de ciclo de vida de cada produto e embalagem.
Nada contra outras alternativas e sou a favor do BOM SENSO, reuso ( quando possível ) redução, recusa e reciclagem. Este é o modelo ideal, independente do material.
Só acho curioso que poucos sabem que mais de 40% de todo alimento produzido no Brasil é desperdiçado. Sabe por que? Por falta de embalagem adequada. Mais de 50% do resíduo encontrado num aterro é orgânico. Significa também desperdício. Boas embalagens, sustentáveis, mesmo que gerem algum impacto, tem potencial de reduzir todo este desperdício. O que vale, como disse, é o bom senso. E a ciência já tem respostas, como é o caso de nossas propostas.
Obrigado
Eduardo

iKali disse...

Humm acho que vou procurar em alugm lugar e qualquer coisa te falo, pq fiquei super na curiosidade!
=D

Bsos
Ingrid Kali

Postar um comentário

O que você achou do post? Algo a acrescentar?
Sua opinião é muito importante para o crescimento do blog:)